quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

OSANYIN EWE AYE ERU EJÉ

 OSANYIN EWE AYE ERU EJÉ


LOUVAÇÃO A OSANYIN
Agbénigi ònòmodie adidi sonso
Esinsin abedo kínnikínni
KòòGO EGBòRò irin
Tiotio tin o gba ásó okunrun
Akpé nigba òràn ko sunwòn
Elésè kam ju elésè meji lo
Ewe gbogbo kìnì oògun
Agbeniji ásisì kosùn
Agogô nlá se erpe agbará
O gbá won lá tam won
Dupe teni teni
Arònì já si koto di oògun máyà
Lébè kan ti ó lê meji sare


Ewe osanyin eru ejé 
TRADUÇÃO
Aquele que sabe usa da raiz
Aquele que tem um robô pontado como um pinto
Aquele que tem fígado transparente como o da mosca
Aquele que é tão forte como uma barra de ferro
Aquele que invoca quando as coisa vão mal
O esbelto que quando cura esmaga a causa da doença a se mover como se fosse cair
O que tem uma só perna e é mais poderoso do que tem duas
O fraco que possui um pênis fraco
O que tornou das folhas remédio
Agbenije- o deus que usa palhas
O grande sino de ferro que soa poderosamente
O que as pessoas agradecem sem reservas depois que elas as salva
Aroni que pula no poço com amuletos em seu peito
O homem de uma perna que incita os de duas pernas para o transe

Ewe Osayin eru ejé


                                    Folhas  de Berdroegas                         
Também chamada de ora-pro-nobis uo caaponga (fortulaca olerace) família das portulacáceas
Nome em yoruba EWE SÈGUNSÈTÉ., pertence ao elemento água e uma folha Ero.
É uma planta comestível muito usada em salada e ensopados, e um remédio eficaz nas afecções do fígado, bexiga e rins, da bom resultado contra escorbuto, as sementes são diuréticas e emenagogas, e combatem os vermes intestinais, cozimento deste vegetal é diurético e aumenta a secreção do leite materno, com as folhas e talos e feito um empasto para férias machucados e queimaduras.

                                             Folhas de Batata da Praia
 (ipomoea- pés-caprae) família das convolvuláceas BATATA DA PRAIA (ipomoea- pés-caprae) família das convolvuláceasSinonímia- Salsa-da-praia, Pé-de-cabra,Cipó-da-praia planta rasteira das região litorâneas, contem substancia tóxica e medicinais
Nome em ioruba Ewe Gbóróayábá pertence ao elemento água, faz parte da composição das ewe usada no omi ero, pega para todas as iyaba e classificada como ewe ero
Sinonímia- Salsa-da-praia, Pé-de-cabra,Cipó-da-praia planta rasteira das região litorâneas, contem substancia tóxica e medicinais
Nome em ioruba Ewe Gbóróayábá pertence ao elemento água, faz parte da composição das ewe usada no omi ero, pega para todas as iyaba e classificada como ewe ero.


Folhas de   Jurubeba
 ( solanum paniculatum, solanum belfort) família das solanáceas, também chamada de
Jurubeba verdadeira jurubeba-alta e jurubebinha
Nome em ioruba EWE ODÉ AKOSUN pertence ao elemento terra e é uma folha Gun
Valor terapêutico é bom alternante, diurético, antiperiodico, desobstruente,Tonico usado para combater as infecção da boca. usada na medicina caseira , clorose, febre intermitentes, catarro da bexiga, feridas e afecção hepáticas 

    Folhas de Melão de São Caetano
(momordica charantia) família das cucurbitáceas, chamada de erva de lavadeira, cipó herbáceo, de cheiro desagradável,com frutos que se abrem em três válvulas espinhosa da cor de ouro, conhecida como erva de lavadeira pois era muito usada suas folhas para alveja roupas e tira nódoas, Erva muito usada na medicina caseira,anti-febril, seu suco misturado com azeite de amêndoas é usado contra as queimaduras, suas folhas de infusão são usadas nas cólicas produzidas pelas vermes
Seus frutos e folhas usada para a cura das hemorróidas, com resultados positivos, também usadas para provocar a supuração de tumores, furúnculos e carbúnculos,o banho das folhas e usadas para dartros eczemas
Nome em Ioruba ÉJINRÌN, pertence ao elemento água e classificada como ewe ero da família Iji. 

                                     Folhas de Tento Pequeno
 (Abrus precatorius) família das leguminosas-papilionáceas.

Sinonímia – ruti, jeriquiti, periquiti, olho-de-cabra, tento-da-america, fruta- de- conta.
É uma planta trepadeira, com sementes de cores preta e vermelhas, suas semente são altamente tóxicas e uma planta muito perigosa deve se evitar de esta perto de crianças podendo ter consequências trágicas
Os sertanejos usam as folhas no tratamento de oftalmias, melhor mesmo e evitar o uso desta planta sem o devido conhecimento.
Nome em Ioruba- Ewe Owérénjèjé é uma folha do elemento terra e classificada como Gun esta folha tem o significado de enrolar para ultrapassar, dentro da tradição nagô /ketu é uma ewe  por suas semente apresentar as três cores do asé, o branca uma massa existente dentro da semente e por fora preto e vermelho e fundamental o uso desta ewe na composição das 16 espécie de folhas cantada no Àsa Òsányìn

                                Folhas de Mulungu
 erythrina mulungu família das leguminosas
Arvore mediana, flores compostas folíolos de pedúnculos longos, pubescentes, flores vermelhas, sementes arredondadas, lisas vermelho escuro
Usada na medicina caseira no combate as insônias e sistema nervoso, as casca são preparado garrafadas para os bronquites asmáticos os banhos das folhas e casca serve como relaxante muscular.
Nome ioruba Ologunsésé folha do elemento terra /masculina pertence ao orisa Obaluaiye e é uma ewe ero

                                            Folhas de Jitó
guarea trichilioides família das leguminosas mimossaceas
Também chamado de berreiro bilreiro camboatá cedro branco arvore muito bonitas folhas compostas parecida com as folhas de café seu abitar é as matas de terra firme e argilosa, e uma planta que suas raiz e cascas são vomitivas drásticas, abortivas e tóxicas em alta dose, na medicina caseira é usada para sífilis, temores.
Nome ioruba  Ìpésán é uma folha do elemento fogo / masculina faz parte das 12 folhas principal do orisa Sango é uma folha gun, também usada no culto de Ogun em banhos de descarrego e nos sacudimentos, o kòrin ewe ìpésán é louvado em todos os ritual do culto das folhas.


                                   Folhas de Sangue Lavo

 costus pisonis família das zingiberácias
Também chamada de cana do brejo, cana de macaco, cana branca, cana do nato, planta de 2 metros de altura, folhas verde claro flores de brancas e outras vermelhas em forma de espigas
usada na medicina caseira para varias função seu suco é excelente para controle de diabetes, ocupa varias funções terapêuticas
Nome ioruba Tétéregun folha do elemento água / masculina é uma ewe gun esta classificada como um das principais folhas da tradição nagô/ketu usada em todos os rituais devido a sua sassanha que é louvada em todos os oros para utilizar o elemento água, tétéregun, é o que diz o proverbio africano [ sem folhas, sem água não há orisa]. 

                                         Folha de Urubu
 [Pothus quadrangularis familia Araceas]
Planta rasteira em forma de feixes folhas compridas radicais de um metro esta planta esta em faze de extinção cultivada nos espaço dos terreiro pois raramente é encontrada no seu abta
Na medicina caseira é usada em banhos contra reumatismo
Nome ioruba Ewe Gungunun, folha do elemento terra /masculina é uma ewe gun, sendo do compartimento terra mas faz parte do culto ao orisa sango 
                                                 
                                                 Folha de Pega
 folha do elemento fogo, classificada como Gun /masculina é uma das principal folha da tradição nagô / ketu faz parte das combinação dos quarto elementos , água, terra, ar e fogo, é o equilíbrio entre as folhas Gun e Ero é uma folha importantíssima do culto de Ifá, tem ase que é a primeira folha s ser cantada em outros a segunda e em outros a terceira, ela esta sempre entre as três primeiras folhas a ser louvadas, nunca se pode tomar banho dela só, sempre acompanha de folhas Ero de outros elemento

                                Folha de Beti Branco Tapa Buraco
 (pipereucallypttifolium, familia das piperaceas)

Beti branco- Ewe Boyi funfun , folha do elemento terra classificada de Ero/feminima pertence ao orisa Osalá
                                               
                                           Folhas  Beti-Cheiroso
 Ewe Boyi folha do elemento terra classificada de Ero/ masculina
O beti branco e o beti cheiroso são folhas diferentes uma da outra porem da mesma família, ‘’ botânica, a família das puperaceas tem varias, e todas são usada no culto dos Orisa

                                      Folhas de caruru Verde
 (amaranthus viridis familiaamarantáceas)
Chamado de amaranto- verde, bredo-sem –espinho, cariru, caruru-de-saldado, caruru-miúdo, planta herbácea, encontrada em todo território nacional,própria de lugares cultivado e queimadas onde prolifera, comestível, os sertanejos costuma prepara um prato muito apreciado chamado de caruru de caboclo, parecida com a tradicional maniçoba do recôncavo.
Seu valor terapêutico ainda esta em estudo cientifico, mas dentro da medicina popular é muito usado para tratamento das afecções do fígado em forma de saladas e nas hidropisia e no catarro da bexiga, é um bom lactigeno.
Nome em ioruba- Ewe Tété folha do elemento terra, feminina classificada como ewe ero faz parte das 16 folhas principal dentro da tradição nagô/ketu e cantada no àsa òsanyin/sassanha, com esta ewe e feito as comidas para oferenda ao orisa, efó tété e eko téte.

                                                      Folhas de Cambará
 (lantana camara família das verbenáceas)
Chamado de cambara de chumbo, cambara de cheiro, cambara miúdo, Cambara verdadeiro, cambara de espinho, camarajuba, pequeno arbusto ramificado desde a raiz, pequenos espinhos nos ramos folhas ovais, cheiro análogo ao da erva-cidreira, flores vermelhas e amareladas, disposta em capítulos, é encontrada em todo território brasileiro nas capoeiras.
Seu valor terapêutico tem aplicação nas afecções catarrais, nas afecções pulmonares e na coqueluche, feito um xarope caseiro com o cambara, folha da costa, guaco folhas de algodão muito encomendado bronquite
Nome em Ioruba ÀBITÓLÁ, folha do elemento fogo classificada de ewe gun, folha masculina

        Folhas de Tamarindo
 tanarindus indica familia das leguminosas
E uma arvore de 20 a 25 metros de altura, frutos é uma vargem espessa de 10 a 15 pares, muito usadas para sucos e doces.
Na medicina caseira é usado como calmante, para diareias, para as enfermidades inflamatórias, contra gastrites dos impaludados.
Nome em ioruba ewe iwin é uma planta do elemento ar/ feminina e classificada de Ero pertence aos orisa funfun.
                                   Folhas de dendezeiros

Que outro vegetal pode ser mais importante para nosso contexto religioso que o dendezeiro?
Creio que podem existir outros tão importantes quanto ele mas nenhum mais importante do que ele.
Das suas folhas fazem-se as franjas do mariwo, cortinas sagradas que têm por finalidade resguardar e separar o sagrado do profano.
De seus frutos extrai-se o óleo de palma, conhecido no Brasil como “azeite de dendê”, no Caribe como “manteca de corojo”, entre os nagôs como “epo pupa” e entre todos os iniciados como "sangue vegetal".
Retirada a polpa de seus frutos, de onde se obtém o azeite, resta uma semente, pequeno caroço no interior do qual se encontra um coquinho do qual se extrai um óleo finíssimo denominado “óleo de palmiche”, conhecido em yorubá pelo nome de “ADI”.
Este óleo seria a maior interdição de Exu e sua grande “KISILA”.
Não bastassem os diferentes produtos que nos é fornecido por esta árvore, devemos nos reportar aos seus significados mais profundos.
O dendezeiro é a árvore sagrada de Ifá e é de seus frutos que se obtêm os negros caroços que, depois de ritualisticamente consagrados, irão representar ORUNMILÁ em seus assentamentos, além de servirem para as consultas ao oráculo de Ifá onde o próprio Orunmilá é contatado por seus sacerdotes, os babalaôs. Aos caroços assim consagrados dá-se o nome de “IKIN”.
               
                                            BROTO DE IGI OPE
Do pé do igi ope é retirado o broto onde é feito as franja de Mariwo

                       Folhas de Urucu
 bixa orellana familia das bixáceas
Arvore de pequeno porte com frutos coberto de espinho, contendo muito a semente vermelhas, envolvendo  numa massa da mesma coe das quais se faz um pó vermelho e condimentoso chamado colorau, muito usado na arte culináriaTerapêutico As semente do urucu são expectorante das moléstia do peito são encomendados para diversas afecções do coração. A tinta do urucu e usada como antídoto do acido prussico ,veneno da mandioca.
Nome africano Ewe Òsù pertence ao elemento fogo e gun / masculino usado no culto de Sango e Oya.

                                                    Folhas de Vadélias
Esta folha é do elemento agua/feminina/gun pertence ao orisa osun e sango importante no culto de iniciação e na consagração de objetos sagrado, o banho com muitas folhas causa excitação no corpo. Muito confundida com o ewerepepe J
Bánjókó / Ewe Irowoile
Nome Yorubá- Bánjókó
Nome científico - Wedelia Paludosa D.C. Compositae (Asteraceae)
Nome popular- Bem-me-quer, picão-da-praia, cura-tombo, margarida, margaridão, mal-me-quer, malmequer-do-brejo, ponta-livre, vadélia, vedélia.
Elementos: Água/Feminino, usado no no culto  ifá importantíssimo no lavagem dos elementos sagrados imdispensavel nós rituais religioso
Uso Terapêutico:
Propriedades : : tônica, diaforética, diurética e anti-leucorréica, febrífugo, antiblenorrágico, antiálgica, antianêmica, antidisúrica, antiinflamatória, antinevrálgica, antinociceptiva, anti-reumática, febrífuga, tripanossomicida.
Indicações :. : estados febris, gripes, febres palustre, cólicas do estômago e intestino (por flatulência), gonorréia. coqueluche, ferimentos, golpes, hematomas, machucaduras, traumatismos, trombose.
Princípios Ativo : iterpenóide kaurane: ácidos ent-kaur-16[17]-en-19-óico e ent-kaur-9 [11],16[17]-dien-19-óico, luteolina.

                                            Folhas de Crista de Galo
                                         
CRISTA DE GALO também chamada de BORRAGEM- BRAVA, planta herbácea, flores branca ou de cor lilás toda a planta exala um cheiro fétido
Medicina caseira usado para cura de aftas, estomatites e cicatrizante, asma, bronquites uso de toda planta e banho de assento nas hemorróidas de sangue
Nome em africano Ewe Akùkò
CRISTA DE GALO também chamada de CARURU DO MATO [ amarantáceas flavus] é uma planta silvestre rasteira de vergônteas roxas e folhas também arroxeadas, flores em espiga, com um corpo arredondado e achatado no centro
Na medicina caseira é indicada para cura de afecções do fígado, também usado como alimento tanto com salada, tanto como folgada

Nome em africano EWE TÉTÉ AKÙKÓ folha do elemento terra /masculina/ erro e com combinação em todos os outros elementos é uma folha do Orisa Ode

                                   Folhas de Imbuzeiro 
                                      
Nome Yorubá- Gòdògbódò
Nome científico – Commelina Diffusa Burm. F. Commelinaceae
Nome popular – Trapoeraba, olhos-de-santa-lúzia, Marianinha (BA), Capim-gomoso, Maria-mole
Considerações:
Descrição : Planta nativa da América do Sul, dispersa em várias regiões tropicais e sub-tropicais do globo, apontada como invasora na Ásia e África tropical.
Uso Ritualístico: Pertencente aos Orixás Nana, Omolú e Exu. É muito utilizada em banhos para esses Orixás, quando colhida nas matas nas primeiras horas da manhã e em trabalhos para Exu quando colhidas sob o sol quente em beiras de ruas e estradas.

Elementos: Terra/Masculino
Outros nomes yorubá: ìlèkè òpòlò, ito ìpére, itópa ire, olójòngbòdú
Uso Terapêutico:
Propriedades :
Indicações :. angina, hemorragia, hemorróida, herpes, reumatismo, verruga.
Principios Ativo :
Nome popular – Umbuzeiro, Umbu, Imbu, Ombuzeiro, Ambú, Giqui, Imbuzeiro, Taperabá (AM).
Considerações: É originário dos chapadões semi-áridos do Nordeste brasileiro; nas regiões do Agreste (Piauí), Cariris (Paraíba), Caatinga (Pernambuco e Bahia) a planta encontrou boas condições para seu desenvolvimento encontrando-se, em maior número, nos Cariris Velhos, seguindo desde o Piauí à Bahia e até norte de Minas Gerais. No Brasil colonial era chamado de ambu, imbu, ombu, corruptelas da palavra tupi-guarani "y-mb-u", que significava "árvore-que-quer".importância de suas raízes foi chamada "árvore sagrada do Sertão" por Euclides da Cunha.
Descrição : O umbuzeiro é uma árvore de pequeno porte em torno de 6m de altura, de tronco curto, esparramada, copa em forma de guarda-chuva com diâmetro de 10 a 15m projetando sombra densa sobre o solo, vida longa (100 anos), é planta xerófila. Suas raízes superficiais exploram 1m de profundidade, possuem um órgão (estrutura) - túbera ou batata - conhecida como xilopódio que é constituído de tecido lacunoso que armazena água, mucilagem, glicose, tanino, amido, ácidos, entre outras. O caule, com casca cor cinza, tem ramos novos lisos e ramos velhos com ritidomas (casca externa morta que se destaca); as folhas são verdes, alternas, compostas, imparipenadas, as flores são brancas, perfumadas, melíficas, agrupadas em panícula de 10-15cm de comprimento. O fruto - umbu ou imbu - é uma drupa, com diâmetro médio 3,0cm, peso entre 10-20 gramas, forma arredondada a ovalada, é constituído por casca (22%), polpa (68%) e caroço (10%). Sua polpa é quase aquosa quando madura. Semente arredondada a ovalada, peso de 1 a 2,0 gramas e 1,2 a 2,4cm de diâmetro, quando despolpada. O fruto é muito perecível. 06:44 (10 horas atrás) Ogan de JAGUN
Continuação Umbuzeiro
Uso Ritualístico: Pertencente aos Orixás  Oxun,  Ode,  Ogun e Omolú. Suas folhas são utilizadas em Agbò e sacudimentos.
imbuzeiro
Familia de Okika - Ewe Eyeye kekere é uma folha ligada ao odu ose/meji

                              Folhas de Marianinha
Gòdògbódò
Nome Yorubá- Gòdògbódò
Nome científico – Commelina Diffusa Burm. F. Commelinaceae
Nome popular – Trapoeraba, olhos-de-santa-lúzia, Marianinha (BA), Capim-gomoso, Maria-mole
Considerações:
Descrição : Planta nativa da América do Sul, dispersa em várias regiões tropicais e sub-tropicais do globo, apontada como invasora na Ásia e África tropical.
Uso Ritualístico: Pertencente aos Orixás Nana, Omolú e Exu. É muito utilizada em banhos para esses Orixás, quando colhida nas matas nas primeiras horas da manhã e em trabalhos para Exu quando colhidas sob o sol quente em beiras de ruas e estradas.
Outros nomes yorubá: ìlèkè òpòlò, ito ìpére, itópa ire, olójòngbòdú
Uso Terapêutico:Propriedades : Indicações :. angina, hemorragia, hemorróida, herpes, reumatismo, verrugas
EWE GÒBÒGBÓDÓ- folha do elemento agua/feminina/ero pertence ao orisa Nanã, caminho de odu IKA OTURUPON

                                 Folhas de- Patiòba

Nome científico – Xanthosoma Atrovirens Koch
Nome popular – Adão e Erva
Considerações:
Descrição : Planta nativa na América tropical, ocorrendo em outros continentes. No Brasil é cultivada como ornamental ou encontrada em matas úmidas.
Uso Ritualístico: Pertencente ao Orixá Ossayn e Obá. Suas folhas possuem um pequeno apêndice em sua parte posterior, um folículo de cor mais clara que somente é exibido quando a luz do sol encontra-se em seu ápice, fenômeno conhecido como fototropismo positivo. O olhar atento e comprometido da visão fez desse vegetal ambíguo símbolo da sexualidade. A pequena “folhinha de baixo, redonda, é feminina, e a grande (alongada), masculina”. Encerra portanto, ao nível ideológico, características tanto masculinas como feminina, quanto andrógina, compatíveis com o panteão em suas variáveis. É somente utilizada sob a forma de pó com o propósito de separar, confundir, anular união de parceiros ou casais. Para isso “tem que a folha virar pó e o tempo todo se pedir o que quer”.
Elementos: agua Masculino e Feminina/ ero
Patioba é uma folha que esta em extinção é do elemento terra o lado superior que faz ilusão ao um pênis é masculino e a parte inferior que tem um formato de uma vagina é feminina é uma folha ero, tem um provérbio que os antigos muito falava [ cuidado olhas lá para não vira a folha] isso se referiam a folha de Patiobá

                             Folhas de erva de santa luzia                  

 [família das euforbiáceas]
Também chamada de erva de andorinha é um planta herbácea, cresce ate 60 cm de altura caule nodoso, quando se faz um talho, sai um suco leitoso, muito caustico, folhas perlongas, agudas pequenas flores pequenas e vermelhadas gosta de lugares úmido beira de riacho e lagos Na medicina caseira usada para machucadura aplicado em forma de cataplasmas, em ulceras crônicas feridas velhas Usada também nas aplicações nos casos de oftalmias e em inflamação das pálpebras
Nome em africano Ewe Pekunlé, folha do elemento água/ feminina/ erro pertence os orisa Iyemonja e nana entra no ritual de iniciação, usada na consagração do jogo de búzio o no ritual de lavar as vista.

                                      Folhas de língua de Preia língua de tatu

Língua de preiá é uma folha que crescem feito facho com flores brancas que solta um pelo miúdo parecido algodão, é comum em lugares úmidos.
Na medicina caseira é usado as folhas é raiz para a cura dos sifelis
No culto ao orisa pertence a Osossi e Osalá usado no ritual de iniciação e nos banhos de descarrego

                                           Folhas de golfo branco
Nome Cientifico: Pistia Stratoides L., Araceae

Nome Popular:  Alface d’água, Flor-d’água, Mururé, Pajé, Lentilha-d’água


Descrição: Da família das Araceae. Também conhecida como mururé, pajé, flor-d'água, gôlfo, lentilha-d’água, mururé-pagé, pagé, pasta, repolhinho-d’água.
Uso Ritualístico: Pertencente ao Orixá Oxum. Muito usada nas obrigações de cabeças, bori, lavagem de contas, feitura de santo. (Ewé Orò).
De igual maneira, também se emprega nos abô, banhos de descarrego ou limpeza dos filhos dos orixás.
Elementos: Água/Feminino
Nome em nagô Ojuoro, folhas de oxun importantíssimo na iniciação


                                          Folhas de Alecrin de Vaquiro

Alecrim de vaqueiro é uma planta típica do sertão nordestino, folha da catinga muito cheirosa usada para banhos de descarga, suas folhas depois de seca é misturada com as folhas de ogun onire, resina de jatobá e resina de amescra e folhas de angélica do sertão é preparado uma defumação usado para clientes no ase, vendas no comércio, traz bons fluidos para caminhos de prosperidade.
Alecrim de vaqueiro pertence ao elemento terra e ao culto do orisa ode
 
                                          



Folhas de Jarrinha

Nome Científico: Aristolochia gigantea
Sinonímia: Aristolochia sylvicola
Nome Popular: Papo-de-peru, papo-de-peru-grande, papo-de-peru-babada, mil-homens, jarra-açu, aristolóquia, jarrinha, cipó-mil-homens
Família: Aristolochiaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Brasil
O papo-de-perú é uma trepadeira vigorosa e de flores nada convencionais. Ela apresenta caule volúvel, lenhoso e ramificado, com casca espessa e sulcada. Suas folhas são simples, verdes, glabras, de disposição alternada e formato de coração, com nervuras marcadas. As flores são axilares, solitárias, pendentes e enormes. Elas apresentam perianto delicado e membranáceo, de coloração vermelha-escura a amarronzada (cor de fígado) e um intrincado desenho branco. A parte interna do perianto é tubular, branco-esverdeado, como um "papo". As flores do papo-de-peru têm aspecto e coloração estranhas, além disso exalam um odor fétido para atrair seus polinizadores, as moscas. O florescimento ocorre da primavera ao outono.
A floração bizarra do papo-de-peru é seu principal atrativo, no entanto sua folhagem é bastante densa e bonita também. Esta espécie tem rápido crescimento e é adequada para cobrir cercas, caramanchões, treliças, arcos e telas, entre outros suportes. O mau-cheiro de suas flores não é forte, portanto esse não deve ser o motivo para rejeitá-la no paisagismo. Mas atenção: ela pode se tornar invasiva, devido a facilidade de propagação e é considerada planta tóxica. Também pode ser cultivada em vasos e jardineiras, desde que seja oferecido suporte. Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Planta tipicamente tropical, o papo-de-peru não tolera frio intenso ou geadas. Aprecia adubações mensais na primavera e verão. Rústica, é resistente a maioria das pragas e doenças, mas pode ser atacada por lagartas. Tolerante a podas, que devem ser realizadas no inverno. Multiplica-se por estaquia e facilmente por sementes
É uma erva muito usada na medicina caseira , seu cipó e colocado em infusão com vinho branco tem varias utilidades medicinal.

Nome em nagô /jokonije/ jokoje/ ijenjoko,/ tolutolu, pertence ao elemento água é uma ewe ero, do orisa oxun e ode, considerada uma folha de combinação, entre os elementos terra, ar e fogo, pois entra em todos as obrigação, esta ewe tem em seu cipó uma casca branca que é feito um pó de ase. 


                                      Folhas de capim santo

Nome científico – Cymbopogon citratus Staupf., Graminácea; Sinonímia: Andropogon schoenanthus L.; Cymbopogon citirdorus Link; Cymbopogon martini Stapf.; Cymbopogon martinianus Schultes.

Nome popular – Capim Cidrão, Capim Limão, Erva-cidreira, Capim-caatinga, Capim-cheiroso, Capim-cidreira, Capim-cidrilho, Capim-siri e Capim-santo, em português; Lemongrass e West Indian Lemongrass, em inglês.

Considerações: Capim Cidrão é uma erva aromática, originária da Índia e atualmente muito cultivada no Brasil, caracterizada por apresentar de 60 a 80 cm de altura, formando varais touceiras e rizoma curto. As suas folhas são estriadas, longas, ásperas e com margens cortantes. As flores são raras e estéreis, não possuindo sementes. Possui aroma forte e penetrante, semelhante ao do limão, devido ao óleo essencial que se localiza nas células alongadas do parênquima foliar, mais abundante na parte superior das folhas, embora apareçam em toda a planta. A indústria promove a destilação das folhas do Capim Cidrão, obtendo-se a essência que sempre tem como predominância o citral. Durante a Segunda Guerra Mundial a falta de transportes no Oriente e alta dos preços no mercado propiciou o desenvolvimento da cultura do Capim Cidrão na América, principalmente no Brasil, encontrando-se aclimatado principalmente nas regiões sul e sudeste e sendo muito conhecido também por Erva-cidreira e Capim-limão e utilizando suas folhas como chá com propriedades sedativas do sistema nervoso.

Descrição : Propriedades ativas concentram-se nos óleos essenciais (citral e mirceno).Originária da Índia, introduzida no Brasil na época da colônia. Combate a erosão, tendo sido usado no Brasil Colônia para plantio à beira das estradas recém abertas.Planta perene, forma enorme touceiras de folhas finamente estriadas, com margens cortantes, exalando um forte odor de limão. Flores agrupadas em pequenas espigas. Herbácea perene, de cerca de 60 a 80 centímetros de altura, formando várias touceiras, com rizoma curot. Suas folhas finamente estriadas, são árperas e com margens cortantes. Seu aroma forte e penetrante, semelhante oa do limão, desaparece quando as folhas ficam secas. Seu cultivo é feito por mudas retiradas da touceira-mãe e plantadas em local ensolarado, à distânciade 1 metro entre elas. Cada muda vai formar uma nova touceira. É a planta que aguda a preservar as estradas, pois firma o solo impediente  erosão, daí ser conhecida como o nome chá da estrada. Vegeta em abundância nas regiões tropicais e temperadas, preferindo terrenos pouco úmidos. Cresce espontaneamente, mas não suporta regiões frias. Permite numerosos cortes da folha o ano todo.

Origem : Índia, tendo sido trazida para o Brasil pelo colonizadores.

Modo de Conservar : Corte as folhas juntamente com os rizomas e deixe secar em local ventilado, à sombra, após o que devem ser guardadas em sacos de papel ou de pano. De preferência, deve ser usada a planta fresca ao fazer infusão.

Cultivo: A planta prefere terrenos pouco úmidos, vegetando bem em regiões de clima tropical e temperado. Faz-se mudas desmembrando pedaços da touceira mãe, plantando em lugar bem ensolarado à um metro uma da outra.

Uso Ritualístico: Pertencente aos Oxosse  Xangô. Considerada èró utilizada em banhos de purificação e em chás, como calmante.

Elementos: Terra/Masculino
Outros nomes yorubá: Koríko òyìnbó, koóko oba, oko oba, tîi, etí, ìsokò, Obasakoje. 

                                                                                 Folhas  de Agrião do Brejo
Família botânica: Asteraceae
Nomes comuns: Erva de botão, lanceta, erva-lanceta e tangará, surucuina, cravo bravo.
Planta herbácea, anual, bastante ramificada, ereta, com 30 a 80cm de altura. Caule de coloração arroxeada, levemente pubescente e alvacento. Folhas membranáceas, opostas, inteiras ou serrilhadas, sésseis, verdes nas duas faces, semi-amplexicaule, com 4 a 10cm de comprimento e 6 a 24mm de largura. Inflorescência em capítulos terminais ou axilares, isoladas longo-pedunculadas com flores brancas. Frutos do tipo aquênio inverso lanceolados, sub-quadrangulares, rugosos. Uma única planta pode produzir mais de 17 mil sementes, capazes de permanecer dormentes no solo, durante muitos anos. É um hospedeiro alternativo
Nome em nagô ewe ténunbo pertence ao elemento água e uma ewe feminina ero do orisa funfun, compartilha com, osun, nana, iyemonja, yewa, logunede

                                  Folhas Angelica-do-mato
 ( guettarda angélica,canthium febrifugum)
Família rubiáceas
Outros nomes angélica mansa, angélica do sertão, angélica catingueira.

É uma planta de arbusto ramoso casca escura, folhas ovais opostas ,flores em cacho amarelo, frutos globoso pequena suas raiz é recomendada em decocção, nos casos de anemia, febre amarela, febre puerperal febre tifica
Dentro do ritual religioso é usado nos banhos de proteção, suas folhas são muito cheirosa e seus talos, usados em defumação para energizar os ambiente em proteção espiritual.


                                        Folhas de Umbaúba    
 [cecropia peltata, família moráceas]

Também chamada de arvore de preguiça, é uma arvore de tronco reto,oco, esgalhado a semelhança com o mamoeiro, folhas longipecioladas, duras, ásperas, esbranquiçadas por baixo, pecíolos lisos cilíndricos.
Valor terapêutico- atua beneficamente nos seguintes caso , afecções das veias respiratórias, asma, bronquites, tosse, coqueluche, anuria, enfraquecimento da energia de contração do músculos cardíaco. Para estes fins usa-se o suco da raiz, diluído na proporção de uma colher das de sopa em uma xícara de água. toma-se um gole em hora em hora.
Pode –se também prepara chá que serve como diurético, as folhas são empregada no tratamento de hidropisia e as cólicas hepáticas

As folhas seca e também usada na medicina caseira para dores dos rins

São usado folhas raiz e brotos

Também chamada de arvore de preguiça, é uma arvore de tronco reto,oco, esgalhado a semelhança com o mamoeiro, folhas longipecioladas, duras, ásperas, esbranquiçadas por baixo, pecíolos lisos cilíndricos.
Valor terapêutico- atua beneficamente nos seguintes caso , afecções das veias respiratórias, asma, bronquites ,tosse, coqueluche, anuria,enfraquecimento da energia de contração do músculos cardíaco. Para estes fins usa-se o suco da raiz, diluído na proporção de uma colher das de sopa em uma xícara de água. toma-se um gole em hora em hora.
Pode –se também prepara chá que serve como diurético, as folhas são empregada no tratamento de hidropisia e as cólicas hepatite 
 Nome em yoruba Ewe Agbaó - folha do elemento fogo, masculina / gun utilizada nos rituais de iniciação, entra no omiero do orisa sango, dos seus brotos e feito uma comida para este orisa nas ocasião de ritual de asese em seu troco existem um furo onde mora uma espécie de formiga, que é feito etutu nos caminho do orisa obaluaye, existem tradição que esta ewe também pertence ao orisa Nana, e seus talos são usado em determinados ebos de ancestralidades.

                          







2 comentários:

  1. Gostaria de saber se é comum e ritual lavar Exu Bara com água ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. claro que não ja mais exu gosta de agua ta botando exu pra correr

      Excluir